Regiões

Vinho verde, você sabe mesmo do que se trata?

22 de dezembro de 2017

Confesse, você (ao menos uma vez) já pensou que vinho verde seria aquele tipo feito das uvas verdes!!! Pois é, aliás, não é nada disso. Vinhos Verdes são aqueles produzidos exclusivamente na Região Demarcada dos Vinhos Verdes, no noroeste de Portugal, a partir de castas típicas da região que dão os aromas e sabores tão (re)conhecidos. Há vinhos verdes brancos, rosés e tintos. Além deles, existes aguardentes e espumantes dentro dessa classificação de origem.

Foto: O Inverso de Cabral

Os Vinhos Verdes brancos são cítricos, frutados e florais, dependendo das castas que lhes dão origem. Na boca uma grande frescura (acidez). Os rosés tem uma cor levemente rosada, aromas frescos, lembrando frutos vermelhos. Os Vinhos Verdes tintos apresentam cor vermelha intensa e aroma com destaque para os frutos silvestres. Na boca são intensos e muito gastronómicos. Em comum, a acidez. Ou seja, Vinho Verde é uma Denominação de Origem dada pelo Selo de Garantia para certificar (desde 1959) o vinho produzido na região demarcada Minho, segundo as regras de produção estabelecidas.

Em 2017, o Alvarinho, o Quinta de Linhares Avesso, o Messala Alvarinho, o Quinta das Pereirinhas Superior (todos de 2016) e o Castros de Paderne Alvarinho (2012) receberam a distinção “Best Of 2017” da Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes (CVRVV). Esses exemplares são encontrados em supermercados e garrafeiras do País. Se quiser saber mais sobre os vinhos verdes, clique aqui.