Receitas

Supremas de Bacalhau

28 de Março de 2018

Chegada a semana santa, é tempo de de preparar o bacalhau, peixe típico dessa época do ano o Brasil. Se você quiser um prato super saboroso e com algum requinte, a sugestão preparar a suprema de bacalhau. É super fácil e rápido. Mas, antes, uma explicação: as supremas de bacalhau (ou de salmão, frango etc.) são um corte especial proveniente dos de bacalhau fresco. Caracterizam-se por não conter espinhas, podendo preservar a pele.

Bem, o mercado de congelados oferece o corte já pronto. Mas, se você, como eu, sempre quer preparar tudo, vamos aos passos de como retirar boas supremas. Há dois segredos fundamentais: o primeiro é a escolha do lombo de bacalhau do qual podemos retirar as peças. Devem ser grandes e com a espinha dorsal bem centralizada; o segundo, é uma faca muito bem afiada. Eu uso a marca zwilling. A faca própria para cortes de peixe é a de tamanho médio, pouco menor que a de chef.

Para extrair as supremas, é preciso posicionar a lâmina rente à espinha dorsal e, com “carinho”, deslizá-la de forma a contornar a peça. Durante o corte, é preciso sentir a faca tocando na espinha, incliná-la de modo a retirar a pele e, por fim, subir o corte para extrair a peça livre das espinhas laterais. O resultado ideal é a foto de capa deste post. Essa é a parte mais delicada do processo. Você vai verificar que ficam preciosas sobras de bacalhau. Nada de desperdício. Para um petisco rápido, desfie as sobras num pote, junte azeite, salsa, cebola, tempere com pimenta e algumas gotas de limão. Você tem uma salada de bacalhau.

Depois disso, ponha as supremas em sacos tipo ziploc (é importante que aguentem altas temperaturas) e junte azeite, alho, cebola, salsa picada, louro (tomilho inteiro para retirar depois de pronto) e tempere com pimenta. Feche retirando o máximo de ar que conseguir. Aqueça uma panela com água até ferver bem. Ponha lá os sacos hermeticamente fechados e desligue imediatamente o fogo. Conte 10 minutos e está feito!

O resultado é uma peça de bacalhau super saborosa e com uma textura incrível. As lascas saem como manteiga.

Como acompanhamento, ficam bem batatas cozidas, batatas ao murro ou, para ser bem português, em cama de grelos salteados em azeite com alho (não se assuste, é isso mesmo, grelo é uma verdura típica por aqui) e purê de grão (aqui, só grão. Por aí, grão de bico – foto abaixo). Aproveite e boa páscoa.

Fotos: O Inverso de Cabral