Dicas

Roteiro para sete dias em Lisboa

19 de Fevereiro de 2018

Já fizemos aqui uma sugestão de roteiro para quem vai passar 1 dia em Lisboa. Agora, já é altura de apresentarmos nossas sugestões para quem vai passar uma semana na cidade.

Claro que é um roteiro super flexível e que serve mais como um “norte”, afinal, cada um tem um ritmo, preferências de passeios e atrações. Então, considerando todos esses fatores, procuramos dividir os dias e linkamos as atrações sobre as quais já falamos. Dessa forma, você terá mais detalhes e informações.

Dia 01: Baixa, Chiado, Castelo de São Jorge e Alfama: já que temos que partir de um ponto, vamos lá! Que tal começar pela chamada parte Baixa de Lisboa? Inicie pela Praça do Comércio, um dos pontos mais famosos da cidade. São cerca de 36.000 metros quadrados e é como se fosse a porta de entrada da cidade. De frente para o Rio Tejo e com uma visão bem legal do Castelo de São Jorge lá no alto.

Depois disso, tem a Rua Augusta, o Rossio, a Praça da Figueira, que são áreas centrais da cidade, sempre cheias e com inúmeras opções de lojas e restaurantes. Ali perto, o Mercado da Ribeira pode ser uma boa pedida para o almoço, devido a variedade de restaurantes. Depois disso, partiu para o Chiado, onde tem o Elevador de Santa Justa, o Convento do Carmo e outras atrações como lojas e cafés. Certamente você vai passar por lá mais de uma vez durante sua estada em Lisboa.

Depois, nossa sugestão é pegar o pôr do sol no Castelo de São Jorge e descer por Alfama e explorar os becos charmosos do bairro, passar pela Catedral da Sé e pela Igreja de Santo Antônio (que preserva o quarto onde ele nasceu). Se gostar de Fado, certamente encontrará um restaurante que oferecerá um bom show.

Posts de interesse:

Aeroporto de Lisboa: chegando e partindo
Praça do Comércio
Arco Triunfal da Rua Augusta
Elevador de Santa Justa
Ginjinha
Rua da Bestega
Convento do Carmo
Castelo de São Jorge
Mercado da Ribeira
Duetos da Sé
10 sugestões de Souvenirs Portugueses
Compras em Lisboa: para todos os gostos e bolsos!
3 Pastelarias Históricas de Lisboa

Dia 02: Intendente, Martim Moniz, Mouraria e Bairro da Graça: uma ideia é começar por esses dois bairros que são super tradicionais (Intendente e Martim Moniz). Há muito para ver, comprar e comer! De lá, você pode pegar o famoso elétrico 28 (que faz parte do percurso, partindo de Martim Moniz até o Campo de Ourique), mas se bater aquela preguiça de enfrentar a fila (sim, sempre lotado), você pode pegar um táxi ou tuk tuk e e subir até o Miradouro da Nossa Senhora do Monte. De lá, dá pra descer a pé e curtir todo Bairro da Graça até o Panteão Nacional. Dependendo do dia e do ritmo, ainda dá para aproveitar a Feira da Ladra e o Museu Nacional do Azulejo. Para a noite sugerimos o Bairro Alto ou a Pink Street para os mais animados.

Largo da Graça

Posts de interesse:
Intendente, Martim Moniz e Mouraria
Cervejaria Ramiro
Bairro da Graça
Miradouros
Panteão Nacional
Feira da Ladra
Museu Nacional do Azulejo
Bairro Alto
Pink Street

Dia 03: Ajuda, Belém e Alcântara: visitar o Palácio Nacional d’Ajuda, o Jardim Botânico d’Ajuda, a Torre de Belém, o Mosteiro dos Jerónimos e de quebra saborear os famosos pastéis de Belém. Essa região riquíssima é ainda palco de atrações como o Padrão dos DescobrimentosMAAT e o Museu Nacional dos Coches. Para terminar o dia, o pôr do sol no recém inaugurado Pilar 7, que proporciona subir na Ponte 25 de Abril,  e uma noite LX Factory, ideal para ver lojas, restaurantes e bares legais.

Ponte 25 de Abril

Posts de interesse:
Palácio Nacional da Ajuda
Jardim Botanico da Ajuda
MAAT
Pilar Sete
Museu Nacional dos Coches
Mosteiro dos Jerónimos
LX Factory
Freguesia d’Ajuda
Belém
Pastel de Belém X Pastel de Nata
SUD Lisboa

Dia 04: Bate e volta em alguma cidade perto de Lisboa: Já que Lisboa fica perto de algumas cidades interessantes, qua tal tirar um dia para visitar alguma? Fizemos um post com sugestões de algumas cidades. Clique aqui e escolha a sua.

Posts de interesse:

Dicas sobre aluguel de carro
Cascais
Sintra
Óbidos
Évora
Fátima
Alcobaça
Nazaré
Sesimbra

Dia 05: Marvila e Parte Moderna: Marvila é apontado como o novo bairro do momento. Vale a visita para quem gosta de arte urbana, lojas de decoração, antiguidades, cerveja artesanal e galerias de arte. Depois nossa sugestão é pegar um táxi e partir para a chamada Parte Moderna da cidade, onde tem o Oceanário de Lisboa, o Parque das Nações e a vista da ponte Vasco da Gama. Além disso lá está localizado o Cassino de Lisboa, museus, teleférico e há ainda o Centro Comercial Vasco da Gama e a estação Oriente, famosa pela sua arquitetura moderna. Há ótimas opções de restaurantes para encerrar a noite.

Parque das Nações

Posts de interesse:
Marvila
Fábrica Musa
Parque das Nações

Dia 06: Estrela e Campo de Ourique: uma parte super charmosa de Lisboa. A Basílica da Estrela e o Jardim da Estrela formam uma ótima dupla para começar. Um pouco mais acima é o Campo de Ourique, bairro delicioso que oferece ótimas lojas e restaurantes. O Mercado de Campo de Ourique é simplesmente espetacular. Dali também, é possível entrar na Rua de São Bento, recheada de Antiquários, lojas, cafés e restaurantes. Ela termina na Assembleia da República (prédio magnífico).

Basílica da Estrela

Posts de interesse:
Campo de Ourique e Estrela
Basílica da Estrela
Mercado de Campo de Ourique
5 Wine Bars em Lisboa

Dia 07: Marques de Pombal, Avenida da Liberdade, Restauradores e Príncipe Real: Começar pelo Parque Eduardo VII e depois descer até o Marquês de Pombal e de lá Avenida da Liberdade até Restauradores. A estação do Rossio merece destaque pela beleza. Depois subir no Elevador da Glória até o Miradouro São Pedro de Alcântara e explorar o Príncipe Real, bairro  reduto dos estilistas portugueses e que oferece ampla opção no quesito gastronomia é a nossa dica para o dia.

Roteiro sete dias em Lisboa

Parque Eduardo VII. Fotos: O Inverso de Cabral

Posts de interesse:
Príncipe Real 
Avenida da Liberdade
Nossos 6 Rooftops em Lisboa
Onde tomar Gin em Lisboa
JNcQuoi
El Corte Inglés

Muito embora as sugestões acima estejam agrupadas em regiões, Lisboa não é uma cidade grande e tem boa mobilidade. Entretanto, é bom ter em conta que cada uma dessas indicações tem muito a oferecer (em cultura, gastronomia, arquitetura, diversão, natureza etc.). Lisboa é uma cidade para ser “degustada”. Ou seja, se não der tempo de ver tudo de uma só vez, não corra … volte! Se tiver qualquer dúvida, manda uma mensagem. Responderemos com todo gosto.