Serra da Estrela

Piódão e Foz D’Égua

26 de Fevereiro de 2019

Piódão é conhecida como Aldeia Presépio pela disposição das casas, que parecem ter sido “colocadas” cuidadosamente na Serra do Açor, que, juntamente com a Serra da Lousã e a Serra da Estrela, compõe a Cordilheira Central.  Dentro da repartição administrativa, é uma freguesia do concelho de Arganil.

As casas são de xisto com os telhados de lousa, o que nos dá a sensação de estarmos dentro de um daqueles cenários de contos de fadas, tamanha a beleza e charme. As portas azuis contrastam com as construções, o que torna a paisagem mais encantadora.

Ela faz parte do roteiro de aldeias históricas de Portugal , da qual também faz parte Belmonte (são 113 km de distância – falamos dela aqui). Reza a lenda que foi o esconderijo de um dos assassinos de Inês de Castro (saiba mais sobre a história aqui).

Como chegar: o melhor acesso é de carro, em que pese a estrada cheia de curvas e contracurvas. Partindo de Lisboa, a aldeia fica a 263 Km. De Coimbra pra lá, são 88,5 Km e do Porto 196 Km. Também é possível chegar lá de trem ou de autocarro, mas são opções mais demoradas e caras, até porque, em algum ponto da viagem, será necessário pegar um táxi. Portanto, até financeiramente, vale mais a pena alugar um carro e explorar a região.

Onde ficar: decidimos passar uma noite por lá, mas vale muito também passar algumas horas e almoçar antes de seguir viagem. A atração principal é caminhar pela aldeia, ver as construções e claro, saborear o licor local (tem de vários sabores) acompanhado de um queijo da Serra da Estrela. Para passar a noite, escolhemos a Casa da Padaria, um pequeno hotel acolhedor e que, como o nome sugere, funciona onde já existiu uma padaria.

Onde comer: dos 3 restaurantes indicados em todos os sites que pesquisamos, O Fontinha foi nosso favorito. Atendimento simpático, ambiente acolhedor e o principal: que comida deliciosa! O prato típico da região é Chanfana, que consiste em carne de cabra assada no forno a lenha com molho de vinho. Além disso há também o bucho de porco recheado. Mas se você prefere os pratos tradicionais, fique tranquilo, pois a ementa traz peixes, carne de vaca e de porco. De sobremesa, experimente a Tigelada, um pudim de ovos feito no forno a lenha. Vale a pena!

Foz D’Égua:

A aldeia de Foz D’Égua pertence à freguesia do Piódão e fica a, aproximadamente, 3 quilómetros. Partilha a beleza da Serra do Açor, o aspecto e o clima serranos e, claro, as típicas casas de xisto e lousa, circundadas por muita natureza. Em Foz D’Égua, a o ponto alto é a praia fluvial formada no ponto de encontro da ribeira de Piódão com a ribeira de Chãs, que correm em direcção ao rio Alvoco.

Saindo de Piódão, existem duas formas de chagar lá: primeiro, você pode caminhar cerca de uma hora por uma trilha que corta a serra. Um programa ótimo pra quem curte ecoturismo. É a forma indicada para quem quer ver as rudimentares casas (ou ruínas), originalmente desenhadas para abrigar as cabras e o feno. A segunda maneira, é ir de carro. Dessa forma, você vai economizar aproximadamente duas horas do seu dia (e isso pode ser importante), mas com o inconveniência de perder boa parte da natureza exuberante.

Fotos: O Inverso de Cabral.

Dica importantíssima: a trilha requer roupa e calçado adequados para uma atividade física intensa. Além disso, o caminho exige alguma atenção e não é indicado dificuldades de locomoção (ainda que leves). Aliás, a dica de um calçado confortável vale também para quem optar apenas caminhar pelas ruelas e becos de Piódão.

Aproveite.