Pastelaria e outras delícias

Patisserie francesa em Lisboa. Quem tem o melhor macaron: Ladurée ou L´Éclair?

17 de Maio de 2017

A pastelaria portuguesa não vive só da doçaria conventual e dos pasteis de nata. Em Lisboa, destacam-se duas excelentes casas da típica patisserie francesa.

De um lado, a L´Éclair tem um DNA francolusitano, criada pelas mãos de dois jovens, um português e outro francês. Com pouco tempo de vida, essa patisserie já conquistou a atenção da crítica e dos consumidores, ficando entre os três finalistas do programa Best Bekary, concurso realizado pela rede de televisão SIC para eleger a melhor pastelaria portuguesa. Há uma loja no Saldanha e um corner no Mercado da Ribeira. Já fomos à loja do Saldanha várias vezes. O atendimento é sempre muito bom e simpático.

De outro, a Ladurée, que dispensa qualquer apresentação. Em Lisboa há pouco tempo, essa marca centenária está localizada dentro do restaurante JncQuoi, na Avenida da Liberdade e, por enquanto, está restrita a um balcão. Em breve, inaugura a casa de chá, dentro do mesmo espaço. Nas duas vezes que lá fomos, o atendimento foi sempre eficiente, embora muito formal.

Mas vamos ao que interessa! E os macarons? Qual o melhor?

Os dois lugares são muito bons e a disputa é acirrada! De um lado, a Ladurée, tradição pura; de outro, a jovialidade da L´Éclair. Depois de provarmos macarons dos mesmos sabores nas duas casas, a L´Éclair vence pelo sabor dos doces. Entretanto, como é uma mera opinião pessoal sem qualquer pretensão crítica, o melhor é fazer seu próprio “tira teima”. A grande diferença está no preço: enquanto os da Ladurée custam 2,10€, os da L´Éclair saem por 1,30€.

Laduree Lisboa

Fotos: O Inverso de Cabral