Passeios

Palácio Nacional da Ajuda

23 de novembro de 2017

O Palácio Nacional da Ajuda (ou Paço de Nossa Senhora da Ajuda) é um monumento português, hoje, em boa parte, utilizado como um valiosíssimo e lindo museu. Mas nem sempre foi assim. Construído originalmente entre os anos de 1714 a 1777, serviu de residência real, substituindo o Paço da Ribeira, destruído no terremoto de 1755. Habitável desde 1761, serviu à monarquia por, aproximadamente, três décadas, até ser destruído por um grande incêndio, em 1794. Coube ao arquiteto Manuel Caetano de Souza o projeto da nova edificação, erguida ainda no estilo barroco (1796). Até o desenho atual, o ritmo das obras foi, entretanto, irregular em função de diversos fatos, dentre os quais, com grande destaque, a fuga da família real para o Brasil (1807). Ou seja, é rico em história e beleza.

A grande edificação possui dois pisos. O térreo é reservado para os espaços privados (aposentos, sala de estar, sala de jantar, etc).

O impressionante “andar nobre” era dedicado era dedicado às recepções de gala e reserva a sala do trono, a sala D. Pedro VI e a sala de grandes jantares.

Fotos: O Inverso de Cabral

A visita vale cada minuto do seu tempo. Dica: a região da Ajuda é repleta de pontos de interesse. Dali a Belém, andando pela Calçada da Ajuda, faz-se uma agradável caminhada. Aproveite para visitar o Jardim Botânico da Ajuda.

Palácio Nacional da Ajuda, Largo. da Ajuda. Lisboa Site: www.palacioajuda.gov.pt. Abre das 10h00 às 18h00 (Última entrada às 17h30). É fechado às quartas-feiras, 1 de janeiro, domingo de Páscoa, 1 de maio, 13 de junho e 25 de dezembro.