Dicas

Diferenças do português de Portugal e do Brasil

5 de Fevereiro de 2018

A aventura já começa no avião, quando você será recebido pela hospedeira (comissária de bordo) e ficará a espera da descolagem (decolagem). Quando o vôo aterrar (pousar), bem vindo a Portugal!

Muito embora a língua seja a mesma, existem diferenças entre o português falado no Brasil e a língua mãe que vão muito além do sotaque. Há situações que podem ser mesmo constrangedoras: por exemplo, rapariga, que significa uma jovem no português daqui, tem sentido ruim no Brasil. Moça ou moço, por sua vez, também podem ser consideradas palavras ofensivas para muitos portugueses, com alguma conotação de “moleque” (no mau sentido). É claro que, apesar dessas profundas diferenças, portugueses estão muito habituados com  brasileiros e com nossa forma de falar, refletida nas novelas e também em nossa música. Portanto, mesmo quando dizemos algo “não adequado”, a maioria dos portugueses sabe que não se tratam de descortesias . Entretanto, conhecer algumas dessas diferenças pode ser bastante útil.

Para te ajudar a entrar no universo maravilhoso do que carinhosamente chamamos de tuguês, fizemos uma lista com algumas palavras e expressões que, muitas vezes, têm significados diferentes do português usado no Brasil.

Então, vamos a isso (expressão bem tuga):

Na mesa:

Pequeno almoço = café da manhã

Chávena = xícara

Sandes = sanduíche

Presunto = presunto italiano

Fiambre = presunto

Bica = cafézinho

Sumo = suco

Lima = limão

Gelado = sorvete

Rebuçados = balas

Pastilha plástica = chiclete

Na casa de banho (banheiro):

Durex = preservativo

Penso higiénico = absorvente

Sanita = vaso sanitário

Pestanas = cílios

No dia dia:

Fita cola = fita adesiva

Puto = adolescente do sexo masculino (atenção! puta tem o mesmo significado que no Brasil, portanto não vale chamar uma adolescente de puta)

Miúdo = criança

Banda desenhada = revista em quadrinhos

Na loja de roupas:

Camisola = camiseta, blusa

Camiseta = T-shirt

Cueca = calcinha

Fato = terno

Fato de banho = roupas de banho (biquini, maiô, sunga)

Boxer = cueca

Sapatilha = tênis

Sabrinas = sapatilhas

Nos transportes:

Bicha = fila

Autocarro = ônibus

Comboio = trem

Carrinha = van

Estrada = rua

Autoestarada = estrada

Portagem = pedágio

Berma = acostamento

Travão = freio

Coima = multa

Parque = estacionamento

Pela rua:

Ginásio = academia

Desporto = esporte

Rabo = bunda

Passadeira = faixa de pedestre (e também a esteira de academia)

Peões = pedestres (veja a frase: “os peões têm preferência na passadeira”. Agora, faz todo sentido)

Freguesia = bairro

Gira discos = vitrola

Frigorífico = geladeira

Telemóvel = celular

No bar: 

Imperial ou Fino = chopp

Porras ou farturas = churros

Esplanada = parte externa do bar ou restaurante

Dose = porção (de batata frita, por exemplo)

Talho = açougue

É tudo? Ou tá tudo? = no sentido de “já concluiu?” “terminou?”

Bica = café

No trabalho: 

Ficha = tomada

Ecrã = monitor

Rato = mouse do computador

Cacifo = armário

Pica = injeção

Paciente = utente

Propina = taxa (mensalidade da faculdade, por exemplo)

Chumbar = reprovar

Gírias:

Giro (a) = bonito (a)

Fixe = legal

Bué = muito

Betinho = mauricinho

Oh ou eh pá! = expressão que seria como o tchê do gaúcho ou mesmo o nosso eita. Usada em diferentes situações.

Outras curiosidades:

Alfacinha = lisboeta

Almeidas = lixeiros, garis

Prego = sanduíche feito de pão e bife de vaca

Bifana = sanduíche feito de pão e bife de porco

Punheta = petisco típico da culinária portuguesa feito com bacalhau

Terminamos com uma dica fundamental e um aviso maravilhoso! Se calhar é uma expressão muitíssimo usada  que corresponde ao nosso talvez. Para entender o portugês lusitano, é importante tê-la sempre em mente. Agora, veja isso: tiramos essa foto na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. E aí, entendeu o significado?!

No nosso português do Brasil: “Favor não jogar as bitucas de cigarro no chão. Obrigado.”Foto: O Inverso de Cabral