Passeios

Basílica da Estrela

18 de dezembro de 2017

Visitar a Basílica da Estrela (mapa) é um passeio imperdível para dias de sol e céu limpo. É uma obra nos estilos barroco e neoclássico, construída por Dona Maria I em 1790, em agradecimento pelo nascimento do filho. Antes, em 1760, a princesa herdeira D. Maria Francisca, futura rainha D. Maria I, fez um voto no dia do seu casamento de que, no caso de ter um filho varão, que veio a nascer em 1761, construiria de um convento para as religiosas Carmelitas Descalças. Em 1777, após a morte de D. José I, D. Maria I escolheu o local conhecido por Casal da Estrela . Em Março de 1785, após algumas alterações no projeto original, nasce um edifício ornamentado, à semelhança do Convento de Mafra.

A Basílica da Estrela é o próprio panteão da D. Maria I, a única rainha da Dinastia de Bragança que não está sepultada no Mosteiro de São Vicente de Fora. O túmulo da rainha, falecida no Brasil, encontra-se no interior da Basílica, que é coberto de mármores pinturas do italiano Pompeo Batoni e do português Cirilo Volkmar Machado, entre outros.

O exterior, onde se vêem a grande cúpula e duas torres sineiras, foi inspirado no Palácio de Mafra e apresenta esculturas alusivas ao Sagrado Coração de Jesus. É possível apreciar a cúpula de perto, subindo 114 degraus até ao miradouro no terraço, de onde avistam-se toda Baixa e o Castelo, a Ponte 25 de Abril, os Bairros da Lapa, Santos, Alcântara, Estrela, Campo de Ourique e, de forma muito privilegiada, o Jardim da Estrela.

A subida é longa, pode ser cansativa e causar alguma tontura, já que a escada, em “caracol”, é bem apertada. Portanto, vá com um calçado bem confortável. Entre as torres, não muita proteção, e é bom ter algum cuidado, especialmente com crianças. Mas acredite, vale a pena.

Nas proximidades, o Jardim da Estrela, O Mercado de Campo de Ourique e a Casa de Fernando Pessoa são pontos de interesse. A Basílica é, também uma das paradas principais dos Elétricos 28 e 25. Dica de passeio bem agradável é descer a pé pela calçada da Estrela, passar pela Assembleia da República e continuar pela Calçada do Combro até o Bairro Alto.

Fotos: O Inverso de Cabral.